descrição do blog

Este é um espaço para trabalhos de criação e confecção próprias.
Aqui você encontrará trabalhos em Tear de Tricô, Tricô à Máquina,
com receitas básicas, fotos explicativas, gráficos de peças e de pontos, inclusive para iniciantes nas técnicas apresentadas.
Haverá, também, trabalhos em Tricô com Agulhas e com os Dedos, Crochê Barbante e Tunisiano, Reciclagem, Customização, Costura
e algumas peças que foram confeccionadas a partir de ideias deste maravilhoso mundo virtual.
Receitas de terceiros estarão com os devidos créditos, respeitando os direitos autorais.
A intenção é compartilhar formas de terapia simples e econômicas!

bem vindos

Bem-vindos!
Houve uma mudança no nome do blog, mas ele continua o mesmo!
Agora, você encontrará outras técnicas de trabalhos manuais.

Avisos

Role a página para visualizar algumas peças e clique nos links à esquerda
para ver as páginas com as receitas.



ATENÇÃO:
Para divulgar qualquer material deste blog, use links de redirecionamento, por favor.
Assim, seus visitantes e amigos poderão conhecê-lo... Obrigado.


Se houver alguma peça que ainda não esteja com a receita ou o gráfico
(ou com problemas na visualização),
por favor, avisem-me (email, caixa de recados do blog ou facebook).
Obrigado.


sexta-feira, 27 de março de 2009

Algumas definições

Tear: artefato ou máquina destinada ao fabrico de tecidos, malhas, tapetes, etc...
Tear de Tricô
: artefato de madeira, composto por duas "ripas" paralelas, com pregos distantes em 1 cm para a urdidura, e presas pelas laterais, com uma cala (regulável ou fixa), pela qual o tecido se desenvolve.
Tear de Pregos:
artefato de madeira de formato retangular, com pregos em apenas dois lados, com distância regular.
Tear quadrado e retangular:
artefatos de madeira com pregos nos quatro lados, dispostos a uma distância regular.
Tear circular:
artefato de madeira em círculo, com pregos em toda a volta, que permitem tece a peça sem abertura, como por exemplo, gorro, polaina, cachecol, etc.
Tear triangular:
artefato de madeira em triângulo, com pregos dispostos a 1 cm. Muito usado para tecer xales.
Tear rabo de gato:
artefato de madeira, de tamanho pequeno, com 4 pregos em volta de um furo central, por onde se desenvolve o trabalho. Usado para a confecção de cordões.
Urdidura: ato ou efeito de urdir; conjunto de fios dispostos no tear e pelos quais se passa o fio da trama.
Urdir
: dispor (os fios da urdidura) para depois tecer; entrelaçar fios para tecer.
Cala:
qualquer passagem estreita. No tear de tricô é a abertura por onde o trabalho se desenvolve e é medida pela distância entre os pregos e pode ser regulada: quanto maior a cala, maior será o ponto.
Trama:
o conjunto de fios que se cruzam no sentido transversal de um tecido, cruzados pela urdidura; aquilo que foi tecido; teia; tela.
Cachecol
: echarpe estreita de lã, seda ou outro tecido flexível usado enrolado em torno do pescoço para proteger do frio ou como acessório.
Echarpe:
faixa larga de tecido usada geralmente ao redor do pescoço, em volta da cabeça, etc.
Estola:
espécie de xale, de tecido fino ou de pele de animal, usado pelas mulheres em torno do pescoço ou em volta dos ombros.
Pelerine:
tipo de capa comprida, geralmente godê e com abertura para os braços; gola feminina que cobre apenas os ombros e o peito.
Poncho:
espécie de capa de formato quadrangular, geralmente de lã grossa, com abertura que permite enfiá-la pela cabeça para que fique apoianda sobre os ombros.
Poncho Pala:
poncho leve.
Xale
: manta, geralmente de lã ou seda, usada pelas mulheres como ornato ou agasalho sobre os ombros, tronco ou cabeça.

(postagem original em julho de 2008)
Postar um comentário